terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Quem seria eu ?


Eu ,nada seria sem tuas páginas deslumbrantes
Sem tuas histórias de cavaleiros errantes
Sem tuas rimas de versos sonhados

Eu ?
Nada seria,nem mesmo pensaria
A fala me faltaria
E o pensamento ? Sei lá...

Eu, certamente não escreveria
Nem leria

Não teria credo,
Nem medo

Não sonharia
Não saberia
as coisas da vida

Eu ?
Pobre que sou ainda tento
Ler
Todos vocês

Não! Não tenho preconceito
Os aceito a todos
Todos os autores e tramas
Todas as histórias e dramas

Eu,
Olhos cansados
Porém não te perco de vista
Sei onde moras
é lá ...

Naquela rua esquisita
Escura e fria
Bem no centro
Local mundano e profano
Onde o jornal só forra o chão

Uma porta entreaberta
Luz amarela e um neon
Grita a todos
Venham aqui
Nos somos muitos e disponíveis
Nada se paga por aqui

Naquela estante comprida
Alta de madeira maciça
Que a tempos ninguém passa lá
Eu te reencontro
Lá no cantinho
De páginas abertas pra eu viajar.

4 comentários:

LEU LEUTRAIX disse...

eu sou o leu leutraix do blog www.leuleutraix.blogspot.com entrei aqui atracés de um link do brasilwiki eu imprimi 2 poemas seus para o menino levar para a escola

Suzana disse...

Ok leu leutraix, fique a vontade.
Volte sempre.

Anne M. Moor disse...

Ler é uma de minhas grandes paixões e com dizes aqui, a mão que nos guia ao longo da vida, o refúgio para as horas desesperados, e o amigo de todas as horas...

Flavio Ferrari disse...

Livro - livre.

Perseguição